terça-feira, 21 de abril de 2015

Quais valores você quer passar para seus filhos?

Oi gente.
Desculpem ficar tanto tempo longe, mas eu ainda estou me adaptando a vida com duas filhas em casa. E, confesso, não está fácil.
Hoje eu assisti a um vídeo da Flávia Calina (veja aqui) e ela falava, entre outras coisas, sobre os valores que pretendemos passar para nossos filhos. Fiquei pensando no óbvio: respeito, honestidade, dignidade, mas depois de um tempo comecei a pensar em coisas que eu realmente aprendi com meus pais e meus avós. Claro que todo mundo aprende a ser bacana (duvido que tenha um pai que ensine o filho a ser mal educado), mas o que DE VERDADE a gente está passando para nossos filhos?
Porque uma coisa é o que a gente deseja para o filho, outra (ás vezes BEEEEM diferente) é o que a gente mostra pros nossos filhos todos os dias.
E, nesse momento eu confesso que tenho ensinado coisas feias pras minhas meninas.
Por exemplo, sou explosiva.
Sou. Não consigo me controlar. Quando o sangue ferve eu falo alto (até grito) e blasfemo... sim, eu blasfemo na hora da raiva. Não é todo dia, nem é de vez em quando, mas mesmo sendo raro eu já demonstrei, sim algumas reações muito ruins quando me sinto frustrada.
E elas estão lá... olhando, ouvindo e absorvendo.
E por mais que seja mais comum a gente falar baixo e pensar antes de falar, percebo que a Malu tem seus arroubos de vez em quando. E vejo muito de mim naquele pequeno ataque de fúria. E me sinto absurdamente culpada.
E me pergunto: por que é mais fácil as crianças absorverem o que temos de ruim do que o que temos de bom?
Por que, apesar de eu ter mais dias legais que dias frustrantes, a Malu aprendeu, justamente, a se enraivecer?
Enfim, perguntas que eu não sei como responder, mas que ficam aqui pra quem quiser me dar uma orientação.
Afina, uma das coisas que eu quero ensinar às minhas filhas é que não se envergonhem e peçam ajuda quando precisarem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário