terça-feira, 14 de outubro de 2014

Meu novo corpo e novas sensações

Quando me olho de costas no espelho eu vejo exatamente a mim, como sempre fui. Até cintura tenho. Mas quando me vejo de frente há uma barriga tao imensa que me dá medo.
Estou na semana 32... Tão, tão cansada. Não sei se por causa dos quase 8kg a mais ou por causa do calor terrível (36° hoje), mas não tenho vontade de nada. Nem de levantar. E se estou de pé não tenho ânimo pra sentar. Vai entender.
A dor na virilha aumenta e é constante. Tento me movimentar pra amenizar a dor, encontrar uma posição mais confortável, mas nada funciona. A dor me persegue.
Tenho desejos secretos de que o médico me afaste do trabalho só pra eu poder dormir ate às 11h todos os dias.
Não quero antecipar parto, nem nada disso. Nina deve chegar perto do natal e eu vou esperar. Mas não significa que estou me sentindo maravilhosa, porque não estou.
Morrendo de medo das estrias, de ganhar mais peso nessas ultimas semanas e não conseguir eliminar tudo no pós parto. Medo de coisas bobas e vaidosas. Não me julguem. Tenho 35 anos, minha elasticidade não é a mesma se quando Malu nasceu.
Por falar em Malu, volta e meia dá uma regredida básica. Até chupeta já pediu. O dedo não tira da boca e só dorme na nossa cama.
A gente não sabe lidar com isso e é compreensível que ela aja dessa forma. Pra nós também é estranho ter um novo bebê depois de tantos anos.
Enfim...
Vamos contar mais 8 semanas... Só espero que São Pedro seja bonzinho e mande chuva e amenize o calor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário