sábado, 19 de julho de 2014

Por banheiros familiares e trocadores nos banheiros masculinos

Sabe aquela sensação desagradável quando você vê um homem entrar no banheiro masculino acompanhado de uma menininha? Não é só sua, mas dele também. E sabe por que ele faz isso? Porque é pai de menina e quando menina pede pra fazer xixi não dá pra mandar ela baixar a calça e colocar o pipi de fora.
Ok, parece exagerado, mas se não colocar a situação de forma exagerada, ninguém entende!!
Meu marido passa por esse drama há 5 anos.
Toda vez que sai sozinho com a Malu e ela pede pra ir ao banheiro ele entra numa busca desesperada por um banheiro familiar, onde ele possa acompanhá-la. Alguns estabelecimentos grandes, shoppings ou supermercados em São Paulo até tem, mas sabemos que isso não é comum em outras cidades. E nem sempre ele está perto de um shopping ou supermercado. Ultimamente ele montou um esquema de segurança. Fica parado na porta do banheiro esperando, mas isso porque ela tem 5 anos. Quando mais nova o drama era maior, porque não dá pra deixar uma menina de 2, 3 anos entrar no banheiro sozinha e muito menos pedir a ajuda de uma pessoa estranha. Afinal, não está escrito na testa de ninguém se a pessoa é boa ou má.
E tem aquele caso do cartunista Laerte, que agora se veste de mulher e usa banheiro feminino em restaurantes (melhor nem comentar). Oras, minha filha então pode entrar no banheiro feminino com Laerte, mas não pode com o próprio pai???
Enfim, hoje eu conheci através do site da revista Crescer um pai, blogueiro que também sofre desse drama. Sim, para nós é um drama!!! E ele lançou uma campanha por mais banheiros familiares ou trocadores nos banheiros masculinos. E como mãe de duas meninas eu estou aqui apoiando a ideia e participando da campanha!
Campanha do Janela Laranja para mais banheiros familiares e trocadores de fraldas nos banheiros masculinos
Clica lá, conheça o site, o autor, a campanha. E divirta-se com um blog cheio de dicas bacanas para papais e filhinhos... A janela laranja

Nenhum comentário:

Postar um comentário