quinta-feira, 29 de maio de 2014

Plano de parto

Quando Malu nasceu, há 5 anos, não sabia da existência de um plano de parto. Para dizer a verdade, minha relação com meu médico era tão boa que ele e eu concordávamos que o parto deveria ser um momento sublime e que meu bebê deveria receber os melhores cuidados.
Tanto foi assim que Malu só foi separada de mim porque EU tive complicações e acabei indo parar na UTI.
Hoje em dia vejo tanta gente falando em Plano de Parto que resolvi pesquisar e olha que surpresa! O plano de parto é um documento que a gestante faz detalhando o que ela quer na hora do nascimento do seu bebê. Oras, mas isso não deveria ser de comum acordo entre ela e seu médico de confiança?
Gente, eu não estou criticando o Plano de Parto, mas estou questionando a relação médico/paciente, sim!
Que tipo de relação essas pessoas têm durante nove meses (no meu caso, muitos anos, pois meu obstetra é meu ginecologista e eu me consulto regularmente todos os anos) para que seja necessário um documento explicando item a item o que a gestante quer.
Fiquei assustada, sim.
Enfim, estou de 10 semanas, ainda é cedo para pensar o que vai ser na hora H, mas eu não precisei de plano de parto na primeira vez e pretendo não precisar agora.
Acho que se você confia no seu médico, não tem o que temer.
Tudo vai dar certo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário