segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

A moda que manda

Vi uma reportagem hoje que me deixou "absurdada".
Sim, um absurdo tão grande que me deixou abismada.
Trata-se do que as pessoas chamam de "Ditadura da Moda", mas precisamente "A moda que manda".
E as meninas obedecem.
Barriga negativa. As meninas passam fome pra conseguir.
Cabelo louro: vamos descolorir até os cílios, se precisar.
Tem que ser liso: formol nele!
Pele lisinha: vou depilar até a currupita.
Botox na boca: vamos parecer barracudas de tanto usar.
Espaço entre as pernas: ok, essa eu não sei como conseguir, mas dá-se um jeito.
Vejo a hora em que a coisa vai deixar de ser externa e se tornar... íntima. Olha, seu coisinho não pode ser escuro, tem que clarear pra ficar rosinha que é esteticamente mais bonitinho...
Gente, será que essa meninas não se dão conta do abuso que é a moda?
Até pra ser gordinha tem que seguir padrões "plus size" (modelo plus size não tem barriga e tem cintura, já notaram?)

Me revolto porque sou mãe e não quero que minha filha cresça achando que não está "de acordo" com o que a moda exige. A moda te trata como um desajeitado e você aceita, quietinho e vai lá gastar fortunas em procedimentos estéticos e dietas malucas pra seguir a cartilha das "Angels" e outras figuras que se tornaram sinônimo de perfeição.

Todos nós somos diferentes e cada um tem algo lindo pra mostrar, mas a mídia, a moda, os blogs, as revistas nos dizem o contrário o tempo todo.
Eu faço academia, sim. Quero ter um corpo saudável. Mas daí a me matar de comer claras pra ficar com barriga tanquinho, to fora.
Adoro um churrasco, sou doida numa costelinha de porco com cervejinha. Não troco os prazeres da vida por uma barriga negativa.
Aliás, ainda acho que barriga negativa é coisa de gente doente, anoréxica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário